Metrópole Digital

Notícias

18 ago 2021/ ASCOM

IMD entrega dois novos sistemas à SESAP/RN para ajudar no combate à pandemia

Em virtude de uma parceria com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP/RN) que acontece desde o início da pandemia de Covid-19 no Rio Grande do Norte, o Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) oficializou, no último mês, a entrega de dois novos sistemas de informação voltados à gestão da Saúde pela Administração Pública.

As plataformas, denominadas “Seleção Sesap” e “Sistema de Dimensionamento (SISDIM)”, integram e otimizam dados referentes aos recursos humanos da secretaria, possibilitando que o órgão de saúde possa tanto dimensionar a quantidade de colaboradores como também contratar novos profissionais a distância.

“O Seleção SESAP foi desenvolvido para possibilitar que o recrutamento e as seleções de pessoal fossem feitos de modo ágil, transparente e digital. Ou seja, um candidato que está em Pau dos Ferros, por exemplo, não precisa se dirigir a algum órgão para anexar ou trazer documentos. Tudo é feito pelo sistema”, explica o professor e coordenador do projeto Edvaldo de Carvalho.

Já o SISDIM reúne informações referentes à lotação e às necessidades de alocação de profissionais de todas as unidades de Saúde do Estado.

“É um sistema muito valioso porque, por meio dele, é possível obter um dimensionamento de pessoal em cada Setor, Unidade ou Região de Saúde, tanto no contexto administrativo como no técnico hospitalar. É possível, por exemplo, verificar rapidamente se há excedente de regime de pessoal”, explica Anderson Cruz, professor do IMD.

Mesmo antes de serem entregues oficialmente à Secretaria, as plataformas já foram utilizadas em diversas iniciativas conduzidas por órgãos públicos do Estado. Somente no período de abril e julho deste ano, o Seleção SESAP já computou cerca de 11,5 mil inscrições em processos seletivos, número alcançado graças à praticidade do acesso digital, especialmente oportuno no período de pandemia.

Outros contextos

Apesar de projetadas especialmente para a Coordenadoria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (CGTES), da SESAP, as duas novas plataformas podem ser aplicadas aos contextos de outras secretarias ou de qualquer ecossistema hospitalar que apresente demandas de dimensionamento ou de contratação de pessoal.

“No caso de dimensionamento de pessoal para atuar em um hospital do estado, por exemplo, o sistema é capaz de calcular – considerando características, quantidade de leitos e o tipo de atendimento – toda a quantidade de médicos, nutricionistas, fisioterapeutas e demais profissionais de saúde que necessite”, exemplifica o professor Edvaldo de Carvalho.

“Ambas as soluções são aplicáveis em todo o território potiguar. A SESAP, inclusive, já apoiou, por meio deste novo sistema, um edital de contratação para a Fundação de Apoio à Pesquisa do RN (FAPERN), por exemplo”, conta o professor Anderson Cruz.

Parceria voluntária

As novas tecnologias são fruto de uma parceria voluntária com a SESAP/RN iniciada já em 2020 e que garantiu o desenvolvimento de uma série de plataformas que vêm auxiliando instituições públicas no controle e acompanhamento de dados epidemiológicos no Estado.

Um exemplo dessas soluções é o Sistema de Leitos, que gerencia, em tempo real, a lotação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI’s) de todos os hospitais no Estado. Utilizada desde o ano passado, a plataforma tem auxiliado as instituições especialmente no tratamento e na alocação de pacientes diagnosticados com Covid-19 severa.

A ferramenta que precedeu o Seleção Sesap também compõe o grupo dos primeiros sistemas do IMD desenvolvidos para a Secretaria. Isso porque, no ano passado, o Instituto criou uma plataforma que otimiza e reúne todas as informações referentes ao recrutamento de profissionais de Saúde escalados para o combate à pandemia.

A terceira solução também pensada nesse contexto foi a plataforma que reúne e integra todos os dados sanitários estaduais. Segundo o professor Anderson Cruz, o sistema é a principal fonte de informação para a emissão de boletins epidemiológicos do RN, bem como é utilizado pela imprensa e por comitês científicos.

“Com essa parceria iniciada em 2020, ficou clara a importância da contribuição do IMD no combate à pandemia de Covid-19. Percebemos grandes avanços nos processos de gestão da SESAP e isso foi enfatizado pelo próprio secretário de saúde do estado do RN em nossa última reunião”, conta o professor Edvaldo de Carvalho.

Um exemplo disso está no fato de que, antes da implementação dos sistemas, a secretaria geria seus processos de contratação de pessoal de forma quase inteiramente manual. A exceção disso estava em uma aplicação tecnológica que cadastrava as notas dos candidatos e, apesar de virtual, ainda demandava que os envolvidos se deslocassem até o órgão para entregar documentações.

Registro de Software

Com a entrega de ambos os sistemas à SESAP, os docentes envolvidos no projeto deram início aos processos de registro de software junto ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), de modo a tornar as plataformas propriedades intelectuais da Universidade Federal.

O desenvolvimento das duas novas soluções foram conduzidas pelos professores Anderson Cruz e Edvaldo de Carvalho, que também receberam o apoio do docente Itamir Barroca, diretor de TI do IMD envolvido na criação das primeiras plataformas entregues à SESAP.

Outras Notícias

02 ago 2021 por
ASCOM

Em visita à SESAP/RN, IMD firma continuidade do projeto SUES

No encontro, foram apresentados os principais resultados do Sistema Unificado de Ensino e Serviços


RESIDÊNCIA | VISITA
10 set 2021 por
ASCOM

Empresa da Inova é selecionada para mentoria do Sebrae e se prepara para receber investimentos

Inovall passa para penúltima fase do projeto do Sebrae que aproxima startups a investidores


FORMAÇÃO | INOVA