IMD | Instituto Metrópole Digital

Notícias

22 out 2019/ ASCOM

Alunos do BTI realizam roda de conversa sobre sua experiência na 7ª edição do Campus Mobile

Com o objetivo de apresentar a experiência vivida na última edição do Campus Mobile – concurso de inovação e empreendedorismo para plataformas mobile – os alunos do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) Pedro Nogueira e Sávio Renan promoveram, na última sexta-feira (18), uma roda de conversas na qual expuseram os principais pontos de sua participação na competição.

Com a presença de alunos do Bacharelado em Tecnologia da Informação (BTI) e da Escola de Ciência e Tecnologia (ECT) da UFN, o encontro serviu para encorajar mais pessoas a participarem da próxima edição da Campus Mobile, cujas inscrições seguem abertas até o dia 17 de novembro.

“Nosso objetivo foi falar sobre como se deu a nossa participação no último do Campus Mobile, para que mais pessoas se interessem em participar nas próximas edições”, explica o aluno Sávio Renan. O estudante também conta que a principal motivação de organizarem o momento foi o fato do seu grupo ter sido o único finalista potiguar da competição.

Campus Mobile

Concurso voltado para a seleção de ideias tecnológicas inovadoras, o Campus Mobile é um evento que promove a criação de soluções para plataforma mobile de impacto social. Este ano, a competição aconteceu no mês de fevereiro, na Universidade de São Paulo (USP).

O desafio, que já se encontra na 7ª edição e que acontece a nível nacional, permite a formação de equipes interdisciplinares, que se dividem em quatro categorias: Smart Cities, Smart Farms, Diversidade e Educação.

Representando o IMD, os discentes Pedro Nogueira, Natanael Fernandes – alunos do BTI – e Sávio Renan, estudante de mestrado em Sistemas e Computação, desenvolveram uma aplicação que incentiva o usuário à prática de exercícios físicos.

Batizado de “Smart Step” o aplicativo baseia-se no contexto de gamificação, medindo os passos dados pelo usuário através do pedômetro do celular. Esses passos são convertidos em pontos a serem trocados por prêmios em um marketplace de artigos desportivos. Dessa forma, o objetivo do grupo é “influenciar as pessoas a andarem mais e serem menos sedentárias”, explica Sávio Renan.

Seleção

Para participar do evento, o grupo potiguar passou por uma série de etapas, a começar pela “Seleção de Ideias”, na qual os alunos tiveram de submeter o conceito de seu projeto. Nessa fase, foram selecionadas 64 equipes de diversas partes do país. Desse número, apensas duas equipes do Rio Grande do Norte foram selecionadas, sendo ambas formadas por estudantes da UFRN.

Após submissão e seleção de ideias, os classificados participaram da “Fase Presencial” do evento, durante a qual as equipes receberam apoio, por uma semana, de tutores especializados no desenvolvimento de soluções tecnológicas.

“Nós recebemos formação empreendedora sobre como elaborar um modelo de negócio, como elaborar um pitch, como se portar em uma roda de investimentos, entre outros assuntos. Ou seja, recebemos todo suporte para entender como funciona o meio empreendedor e aplicar tudo isso para o desenvolvimento de nossa ideia”, destaca Sávio Renan.

Ao término da semana presencial, os competidores passaram por uma avaliação final, na qual apresentaram um pitch de seu negócio para uma banca de investidores especializados no tema do projeto. O grupo de alunos do BTI classificou-se nesta etapa como um dos projetos semifinalistas.

No final dessa etapa, foram convocados os três melhores projetos de cada uma das quatro categorias. Esses grupos ganham um aporte financeiro de R$ 1.800 e passam por uma nova avaliação, que elege as quatro melhores propostas de cada categoria para ganharem uma viagem ao Vale do Silício.

8ª edição do Campus Mobile

A próxima edição do Campus Mobile será realizada seguindo o mesmo modelo de etapas da edição anterior. O diferencial deste ano é a adição de mais duas categorias: saúde e games.

Ao falar sobre sua experiência no concurso, o aluno Pedro Nogueira destaca o caráter interdisciplinar do evento, que o possibilitou entrar em contato com pessoas de diversas áreas de atuação.

“O Campus Mobile sem dúvida foi a melhor experiência que eu já tive na vida até hoje, porque foi o momento em que eu pude ter contato com outros tipos de pessoas, conhecer lugares que eu jamais tinha ido. Foi onde eu pude me desenvolver pessoalmente, porque lá eles te dão formação e, querendo ou não, você vai adquirir conhecimento, networking e passar por experiências incríveis”, destaca o estudante.

Outras Notícias

10 out 2019 por
ASCOM

Gerente executiva da Inova Metrópole recebe homenagem da Câmara Municipal de Natal

Reconhecimento pelo Dia do Administrador aconteceu ontem (09). 15 profissionais foram contemplados


EVENTO | INOVA | PREMIAÇÃO
25 out 2019 por
ASCOM

IMD recebe visita de ex-presidente do INEP e apresenta atividades institucionais

Maria Inês Fini esteve presente na manhã de hoje (25) e foi apresentada a diversas ações do IMD


EVENTO | VISITA